Advocacia Guerra

TJSP admite penhora de bem de família do fiador de contrato de locação

A 27ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ/SP), em decisão unânime, manteve a penhora do imóvel de fiadores em um contrato de locação imobiliária residencial por entender que a possibilidade está prevista pelo artigo 3º, inciso VII, da Lei 8.009/1990.

A penhora do imóvel dos fiadores ocorreu no cumprimento de uma sentença de despejo. O locador ajuizou a ação por falta de pagamento cumulada com cobrança após a locatária não efetuar os pagamentos do aluguel e demais encargos. Os fiadores defenderam que são idosos e que o imóvel se trata de bem de família, ou seja, impenhorável – argumento que não foi acolhido pela turma julgadora.

Segundo o relator, desembargador Campos Petroni, os fiadores são garantidores da dívida, conforme o contrato de locação devidamente assinado pelas partes. “A impenhorabilidade do imóvel não é oponível em processo movido por obrigação decorrente de fiança prestada em contrato locatício, nos termos da Súmula 549, do C. STJ, in verbis: ‘É válida a penhora de bem de família pertencente a fiador de contrato de locação’, e do artigo 3º, VII, da Lei 8.009/90, que não representa afronta alguma ao artigo 6º da Constituição Federal.”

O magistrado ainda citou trecho da decisão de primeira instância de que a obrigação decorrente da fiança concedida em contrato de locação é exceção à regra da impenhorabilidade, “somente podendo ser arguida em defesa caso houvesse expressa previsão no contrato da sua não incidência, significa dizer, caso as partes tivessem excluído sua incidência no imóvel dos executados”. Lembrou ainda de precedentes do próprio Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ/SP) sobre a possibilidade de penhora do bem de família de fiadores em contrato de locação residencial.

Fonte: https://ibdfam.org.br/noticias/8907/TJSP+admite+penhora+de+bem+de+fam%C3%ADlia+do+fiador+de+contrato+de+loca%C3%A7%C3%A3o

Decisão:14/09/2021

Sobre o autor

Camila Guerra

Camila Guerra

Advogada inscrita na Subseção de Santa Catarina da Ordem dos Advogados do Brasil sob o n. 40.377. Advogada sócia-proprietária do Escritório Guerra Advocacia, inscrito na OAB/SC sob o n. 5.571. Graduação em Direito na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Graduação em Administração Empresarial na Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Participação em Programa de Cooperação Internacional na Business School, Amiens (Ecole Supérieure de Commerce Amiens, Picardie, France). Pós Graduação em Direito Constitucional pela Universidade Anhanguera - Rede LFG. Especialização em Direito de Família e Sucessões pelo Instituto Brasileiro de Direito de Família - IBDFAM. Mentoria Avançada em Planejamento Sucessório e Prática da Constituição de Holding Patrimonial - Direito em Prática.  Associada ao Instituto Brasileiro de Direito de Família - IBDFAM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Atendimento online